Governo repassa R$ 84 milhões do Bolsa Família no Nordeste para publicidade

O Nordeste, sob o governo Bolsonaro, vem perdendo recursos no Bolsa Família, afetando milhões de famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza

O Bolsa Família é um dos principais programas de transferência de renda hoje no Brasil e na América Latina. É fato que nos governos do Partido dos Trabalhadores (PT) o programa foi ampliado e se consolidou como um eficiente mecanismo de enfrentamento das desigualdades sociais no Brasil, uma das maiores do mundo.

O Bolsa Família é ainda hoje atacado por correntes ideológicas contrárias a mitigação do fosso profundo que separa na maior parte dos casos um prato de comida daquele quem tem fome. Essas correntes de pensamento têm como núcleo o neoliberalismo e representam um dos sustentáculos do governo Bolsonaro.

PUBLICIDADE

Foi o mesmo governo Bolsonaro que repassou a soma de R$ 83,904 milhões do Bolsa Família no Nordeste para a publicidade do Planalto, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União (DUO) da última terça-feira (2).

O governo federal deixa, assim, de amenizar a situação de vida de milhões de famílias na região Nordeste que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Todavia, esse foi mais um ataque às populações nordestinas.

No começo de 2020, o governo federal pretendia repassar apenas 3% do programa para o Nordeste, o que levou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, a suspender os cortes e obrigar o governo a repassar os recursos de forma igualitária em todas as regiões.

PUBLICIDADE

Cabe ressaltar que talvez a decisão do governo de deixar de repassar a soma de R$ 83,904 milhões do Bolsa Família para a publicidade do Planalto seja em decorrência de que o Nordeste foi a única região em o presidente Bolsonaro não venceu, na eleição de 2018, o candidato Fernando Haddad (PT).

A decisão do governo federal em migrar recursos do Bolsa Família para a sua publicidade é mais uma bola fora em meio a pandemia do novo coronavírus.

Facebook Comments
Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *